Módulo 01
Perspectiva teórica do direito penal
As ciências penais no mundo contemporâneo: o que se entende por moderno …
Módulo 02
Perspectiva simbiótica das ciências penais
Identificação e interação da criminologia, vitimologia, criminalística, psicologia judiciária penal, psiquiatria forense …
Módulo 03
Perspectiva funcional
Os atores ou protagonistas do processo penal: juiz, promotor e advogado; réu, …
Módulo 04
Perspectiva prática: Primeira etapa.
A psicologia da criminalidade. A psicologia judiciária penal aplicada ao processo penal: …
Módulo 05
I Congresso Brasileiro da Escola de Altos Estudos em Ciências Criminais
“Um mundo de violências, a Justiça Penal e a Segurança Pública”(Desafios e …
Módulo 06
Perspectiva prática: Segunda etapa.
A criminologia no processo penal: da natureza, análise e prova dos crimes …
Módulo 07
Perspectiva prática: Terceira etapa.
A questão da imputabilidade penal: características e divergências. A “passagem ao ato”. …
Módulo 08
Perspectiva prática: Quarta etapa.
O discurso jurídico como comunicação. A perspectiva aristotélica. A erística. A lógica …
Módulo 01
Perspectiva teórica e simbiótica do direito penal
A evolução da Escola: balanço do aprendizado, aplicabilidade prática, correção de rumos …
Módulo 02
Perspectiva simbiótica das ciências criminais: segunda etapa
A corrupção sistêmica no Brasil. Case “Lava Jatos”: paralelo com a operação …
Módulo 03
Perspectiva simbiótica das ciências criminais: terceira etapa
(1ª. parte) Os ministérios públicos estaduais do Brasil e a cooperação jurídica …
Módulo 04
Perspectiva teórica do direito penal: segunda etapa
Temas contemporâneos de direito penal: uma nova configuração de suas categorias de …
Módulo 05
Perspectiva prática: segunda etapa: A criminologia, a vitimologia e a sociologia criminal
“Um mundo de violências, a Justiça Penal e a Segurança Pública”(Desafios e …
Módulo 06
Perspectiva simbiótica: quarta etapa
(1ª. parte) A criminalística: escorço histórico sobre a Polícia Científica brasileira. Revisão …
Módulo 07
Perspectiva comparada
Evento Internacional da Escola. As configurações do processo penal e o constitucionalismo …
Módulo 08
Perspectiva prática: segunda etapa
Interrogatório e inquirição de testemunhas. Princípios gerais. Escolha das testemunhas e inquirição. …

As ciências penais no mundo contemporâneo: o que se entende por moderno direito penal/processual?

Identificação e interação da criminologia, vitimologia, criminalística, psicologia judiciária penal, psiquiatria forense e sociologia criminal com o direito penal.

Os atores ou protagonistas do processo penal: juiz, promotor e advogado; réu, testemunhas e informantes.

A psicologia da criminalidade. A psicologia judiciária penal aplicada ao processo penal: o interrogatório, a inquirição de testemunhas e declarantes.

A criminologia no processo penal: da natureza, análise e prova dos crimes em espécie. Os crimes naturais, os crimes sociais, e outros.

A questão da imputabilidade penal: características e divergências. A “passagem ao ato”. O difícil diálogo da psiquiatria com o direito.

O discurso jurídico como comunicação. A perspectiva aristotélica. A erística. A lógica jurídica. A questão da verdade

Quais são os postulados máximos da Escola?

Ética e conhecimento, entendendo-se que "ciência e consciência" se integram, sem o qual não existirá verdade em nenhuma delas.

Como perceberei minha evolução?

Esta será claramente perceptível. O aluno desde o primeiro encontro (aula), perceberá uma nítida evolução, forma de enxergar o direito penal, sua própria profissão e atuação e, definitivamente perceberá o quanto estará evoluindo em sua "performance" profissional. É por isso que o curso visa integrar o mínimo de teoria e o máximo da visão prática.

O que seriam diferenciais dos cursos?

Além do tratado na questão de número 3, pode-se apontar: a indicação de copiosa bibliografia, dificilmente conhecida do senso comum; o estímulo e um método de aprendizado e estudo; a clara percepção do progresso intelectual; a certeza da exclusividade e da profundidade dos tópicos abordados nas aulas, promovendo o diferencial do próprio aluno frente a um mercado de profissionais com formação comum; a segurança de estar tendo acesso a uma formação única, etc.

Qual o índice de aceitação dos cursos da Escola?

É o mais alto do ensino jurídico: apenas 1% dos alunos dele desistem após iniciado e se o fazem é por motivo de força maior.

Terei que fazer provas/exames ao final?

Não. O interessado no aprendizado é o próprio aluno e é dele sua responsabilidade de melhor aprender. Assim, ao final do curso será expedido certificado de participação do mesmo e não certificado de avaliação, conscientes que estamos que o investimento do aluno será feito com responsabilidade e seu interesse em aprender já se demonstra no ato de sua inscrição.

Qual o diferencial desses cursos?

Metodologia, conteúdo e exclusividade. Não existe nenhum conteúdo programático sequer similar no Brasil, a metodologia é inovadora e a presença e coordenação integral do Prof. Mougenot é exclusiva aos cursos da "Escola de Altos Estudos em Ciências Criminais".

Quem pode se matricular nos cursos on-line?

Todos os que tenham interesse no mesmo, sendo aberto aos operadores de direito e acadêmicos.

Quem pode se matricular no curso presencial?

Pode variar, para o ano de 2018 somente somente serão aceitas inscrições de membros do Ministério Público (promotores e procuradores) e juízes de direito.